CNI: Confiança da indústria caiu 0,3 ponto em maio

Índice de Expectativas ficou praticamente estável

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), passou de 56,8 pontos em abril para 56,5 pontos em maio. Mesmo com leve recuo de 0,3 ponto, entre um mês e outro, o indicador segue acima de sua média histórica de 54,2 pontos e indica confiança do empresário. Foram entrevistadas 1.467 empresas, sendo 570 de pequeno porte, 547 de médio porte e 350 de grande porte, entre 2 e 6 de maio de 2022.

Apesar de indicar confiança, o cenário muda um pouco quando se abre os componentes do índice. O ICEI é composto por quatro fatores: confiança na economia e na empresa, em comparação com seis meses anteriores, e expectativas para os seis meses seguintes.

O Indicador de Condições Atuais, no recorte confiança na economia brasileira, ficou negativo, com 45,8 pontos. Os demais estão positivos. Os índices variam de 0 a 100 e valores acima de 50 pontos indicam otimismo. Valores abaixo de 50 indicam falta de confiança do empresário.

O gerente de Análise Econômica, Marcelo Azevedo, explica que o índice demonstra uma percepção negativa das condições atuais na comparação com os últimos seis meses. “Quando avaliamos os componentes do índice de condições atuais, as condições da empresa estão estáveis em relação a abril, enquanto as condições da economia brasileira tiveram uma queda de 1,6 ponto”, explica.

O Índice de Expectativas ficou praticamente estável, com recuo de 0,2 ponto, para 60 pontos. Por estar significativamente acima da linha divisória de 50 pontos, o índice indica expectativas otimistas para os próximos seis meses.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.