Bom humor na Ásia com queda da Covid-19 na China

Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,66%

O bom humor permaneceu nos mercados de ações da Ásia. Os investidores ficaram mais animados com a flexibilização das medidas contra a Covid-19 na China. A inflação do Japão ficou no radar.

Índices Asiáticos

O índice Xangai ficou em alta de 0,89% aos 3.289 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 1,21% aos 2.243. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,66% aos 27.049 o índice Topix ficou em alta de 1,06% a 1.907. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,09% aos 3.140. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,84% aos 2.422. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou estável aos 53.177. O Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,85% aos 22.418. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,86% aos 6.763.

Uma decisão de Pequim sobre a Covid-19 ajudou os negócios desta terça-feira. A determinação foi para reduzir pela metade o período de quarentena para os viajantes internacionais e a flexibilização dos requisitos de testes para infectados. Além disso, os estabelecimentos comerciais e as escolas já estão com as atividades normalizadas.

As commodities também influenciaram nas compras. O preço do minério de ferro negociado em Dalian, com contrato para setembro, fechou em alta de 6,3% a US$120,99 a tonelada. O carvão metalúrgico subiu 7,7%, o coque subiu 5,6%

Sobre os indicadores, o Japão viu a inflação subindo. O núcleo do CPI de maio foi de 2,1% ao ano, inalterado em relação a abril. Este foi o segundo mês consecutivo em que o núcleo do CPI permaneceu acima da meta do BoJ de 2%. No mês, o índice ficou em 1,5%. As altas foram puxadas pelos preços de alimentos de energia, bem como a queda do iene.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.