Bolsas de Ações da Europa fecham a semana sem direção

Stoxx Europe 600 alta de 1,79% aos 413.78 pontos

As bolsas de ações da Europa fecharam sem direção única nesta sexta-feira. O comportamento mais positivo dos investidores foi motivado pelos indicadores dos Estados Unidos. Entretanto, a cautela prevalece com os números da China, mais fracos que o esperado, e com os sinais de uma recessão global.

Índices da Europa
O índice Stoxx Europe 600 alta de 1,79% aos 413.78 pontos. O FTSE100, bolsa de Londres, ficou em alta de 1,69% aos 7.159 pontos. O FTSE MIB, bolsa de Milão, subiu 1,84% aos 20.933 pontos. O Ibex 35, bolsa de Madri, perdeu 1,81% aos 7.945 pontos. O PSI-20, bolsa de Lisboa, caiu 1,90% aos 5.751 pontos. O CAC-40, bolsa de Paris, subiu 2,04% aos 6.036 pontos. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou alta 2,76% aos 12.864 pontos.

Nas negociações de hoje, as ações das principais montadoras avançaram e ajudaram o pan-europeu.

A Itália ficou no foco, com o cenário político no destaque. O primeiro-ministro Mario Draghi sinalizou renúncia do cargo, mas teve o pedido rejeitado pelo presidente italiano Sergio Mattarella.

Ainda no radar está a eleição no Reino Unido, com o Partido Conservador articulando a escolha de um novo primeiro-ministro para substituir Boris Johnson, que renunciou na semana passada.

Hoje, os mercados já especulavam a decisão monetária do Banco Central Europeu, que faz reunião na próxima semana para definir a taxa de juros.

A mesma expectativa está elevada para o Federal Reserve, com os membros do banco divergindo sobre o aumento na taxa de juros dos Estados Unidos. As apostas avançaram para até 1% depois dos números da inflação apresentados na quarta-feira.

Sobre os indicadores, a primeira estimativa para as exportações da Zona do Euro para o resto do mundo em maio de 2022 foi de € 248,5 bilhões, um aumento de 28,9% em relação a maio de 2021 (€ 192,8 bilhões). As importações ficaram em € 274,8 bilhões, alta de 52,0% em relação a maio de 2021 (€180,8 bilhões). Os números são do Eurostat.

Como resultado, a Zona do Euro registrou um déficit de € 26,3 bilhões no comércio de mercadorias com o resto do mundo em maio de 2022, em comparação com um superávit de € 12,0 bilhões em maio de 2021. O comércio intra-área do euro subiu para € 231,6 bilhões em maio de 2022, alta de 33,0% em relação a maio de 2021.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.