Ásia renova alta na carona externa

Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,94%

As bolsas asiáticas renovaram as altas. Os negociadores acompanharam os demais mercados, que fecharam em campo positivo no dia anterior, e embalados pelos dados econômicos dos Estados Unidos.

A retomada gradual das atividades na China, com as infecções por Covid-19 recuando, animaram os negócios ontem e hoje e afastaram, pelo menos neste momento, os temores de retrocesso econômico global.

Na China, os dados divulgados nesta quarta-feira mostraram queda nos preços de moradias pela primeira vez desde 2015. O preço médio nas 70 maiores cidades chinesa diminuiu 0,11% em abril ante igual mês do ano passado.

No mercado acionário, os sinais apontam para a retomada das compras frente ao otimismo com as decisões do Banco Popular da China. Essa semana, o PBoC manteve as taxas de juros e prometeu seguir com a atual decisão monetária. A China também enfrenta problemas com a alta da inflação.

No Japão, o PIB do primeiro trimestre recuou 0,2% na margem, porém, melhor do que o esperado pelo mercado, -0,4%. O número ajudou a bolsa de Tóquio, com o Nikkei e o Topix encerrando no azul.

Em Hong Kong, a reação foi mais positiva, embora com a saída de fluxo estrangeiro.

Índices Asiáticos:

O índice Xangai ficou em alta de 0,20% aos 3.085 e o Shenzhen Composite subiu 0,08% a 1.941.

O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,94% aos 26.911 e o Topix ficou em alta de 0,96% aos 1.884.

O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,73% aos 3.225.

O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,21% aos 2.625.

O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 0,20% aos 54.208.

O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 1,50% aos 16.296.

O Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,20% aos 20.644.

O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific, fora o Japão, ficou em alta de 0,40%.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de trader

você pode gostar também

Comentários estão fechados.