Ásia fica sem direção com China em alta

Xangai ficou em alta de 0,83% aos 3.277

Os mercados de ações da Ásia ficaram sem direção única. O movimento altista nas bolsas da China foi alimentado pelos benefícios do governo para o setor de construção. Além disso, os investidores, como os demais ao redor do mundo, estavam elevando as apostas sobre a decisão do Federal Reserve.

Os números da inflação do Japão e a revisão do PIB pelo Governo também ficaram entre os destaques do dia.

Índices da Ásia

O índice Xangai ficou em alta de 0,83% aos 3.277 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 1,01% aos 2.187. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,39% aos 2.412. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 0,89% aos 55.268. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,26% aos 6.807. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,37% aos 3.192. O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,87% aos 14.806. O índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 1,67% aos 20.905. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,16% aos 27.655 pontos e o Topix ficou estável a 1.943.

O Governo da China deve lançar um fundo imobiliário de quase US$44 bilhões, com o objetivo de alavancar o setor, isso depois do temor de uma quebra na China Evergrande. A dívida da gigante e o péssimo desempenho estavam pesando na economia da China, com sinais de que outras incorporadoras poderiam seguir no mesmo caminho, ou seja, um default.

Hoje, o Banco Central do Japão – BoJ mostrou que os preços ao consumidor – CPI, incluindo os alimentos frescos, subiu 1,6% no atual ano fiscal até março em relação ao ano anterior. As apostas apontavam para 1,5%. As justificativas ficaram por conta da invasão da Ucrânia pela Rússia e ao impacto da desvalorização do iene.

O Governo do Japão também revisou o crescimento real do PIB para 2,0% em relação à estimativa anterior de 3,2% divulgada em janeiro.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.