Ásia fica no vermelho; a China volta com mais Covid-19

Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 1,20%

Os principais índices da Ásia fecharam no negativo. Os temores com a Covid-19 retornaram na China, com os investidores analisando também o comportamento dos demais mercados.

Índices da Ásia
O índice Xangai ficou em queda de 1,43% aos 3.355 e o Shenzhen Composite ficou em queda de 1,15% aos 2.207. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 1,20% aos 26.107 o índice Topix ficou em queda de 1,23% a 1.855. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou estável aos 3.103. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 2,13% aos 2.292. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em alta de 1,16% aos 53.750. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,52% aos 6.594.

O Banco Central do Japão – BoJ realizou a pesquisa trimestral das expectativas de inflação das famílias. As expectativas de um ano subiram para 8,3%, de 6,4% na pesquisa anterior. A previsão média de cinco anos foi de 6,7%, acima dos 5,1%.

Em Tóquio, o número de casos de Covid-19 está em seu nível mais alto em quase três meses, depois de dobrar na semana passada.

Os casos em Xangai estão em alta de três semanas. Os testes em massa estão sendo acelerados novamente. Nove distritos e partes de outros três (de 16 distritos ao todo) realizarão dois testes de PCR nos próximos três dias.

A cidade ocidental de Xi’an ordenou o fechamento de locais de entretenimento, os restaurantes suspenderam as refeições por uma semana e as escolas começam as férias de verão mais cedo. Macau fechou um de seus cassinos devido a um foco de infecção.

Em dia de agenda esvaziada, os demais mercados acompanharam os desempenhos de Wall Street no dia anterior.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.