Ásia fecha em alta e Covid-19 volta na China

Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,84%

Os mercados de ações da Ásia fecharam em campo positivo nesta segunda-feira. Os investidores partiram para as compras e com a preferência para as ações do setor de saúde. A China endureceu novamente com os novos casos de Covid-19.

Índices da Ásia

O índice Xangai ficou em alta de 0,53% aos 3.405 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 0,21% aos 2.219. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,84% aos 26.830 o índice Topix ficou em alta de 1,34% a 1.869. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,80% aos 3.120. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 0,22% aos 2.300. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em alta de 0,62% aos 53.234.  O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 1,11% aos 6.612.

Hoje, o preço do minério de ferro negociado na bolsa de Dalian, China, com contrato para setembro fechou em queda de 5,8% a US$107,49 a tonelada.

Ainda por lá, a produção de aço está paralisada em dezenas de altos-fornos. Segundo a Reuters, o estoque acumulado de aço vem ocorrendo com a demanda doméstica enfraquecida, que estão sendo prejudicadas com novos lockdowns e com o mau tempo.

Duas regiões da China, que envolvem mais de 1,7 milhão de pessoas, estão com medidas restritas. Foram registrados quase 400 novos casos de infecções por coronavírus e Pequim mantém firme a política Covid zero.

Sobe os indicadores, a ANZ Australian Job Ads registrou alta no índice em 1,4% no comparativo mensal, depois de uma pequena revisão para cima do número de maio. O  total de anúncios de emprego superou o pico recente em março, sinalizando força contínua no mercado de trabalho.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.