Ações subiram e eleição na França fica no radar

CAC-40, bolsa de Paris, ficou em alta de 0,64%

As ações subiram na Europa, no que seria uma tentativa de recuperação das perdas recentes. Hoje, sem a referência de Wall Street, o mercado seguiu ajustando e, ao mesmo tempo, acompanhando a derrota do presidente Emmanuel Macron na eleição parlamentar da França.

Índices Europeus
O índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0, 96% aos 407.14 pontos. O FTSE100, bolsa de Londres, ficou em alta de 1,50% aos 7.121 pontos. O FTSE MIB, bolsa de Milão, ficou em alta de 0,99% aos 22.004 pontos. O Ibex 35, bolsa de Madri, ficou em alta de 1,72% aos 8.286 pontos. O PSI-20, bolsa de Lisboa, ficou em alta de 2,01% aos 5.999 pontos. O CAC-40, bolsa de Paris, ficou em alta de 0,64% aos 5.920 pontos. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou em alta de 1,06% aos 13.265 pontos.

No índice pan-europeu, que caiu mais de 4% no fechamento semanal, avançou embalado pelas ações dos bancos e de agências de turismo.

Mesmo depois de quase uma semana, os negociadores ainda estão analisando a decisão do banco central dos Estados Unidos em elevar a taxa de juros para 1,75% ao ano.

Sobre a França, no segundo turno das eleições parlamentares realizadas neste fim de semana, a coalização de centro do presidente Emmanuel Macron ficou com a maioria das cadeiras na Assembleia Nacional, 245, mas distante de garantir a maioria absoluta necessária para controlar o Parlamento francês (577).

Na Alemanha, em maio de 2022, o índice de Preços ao Produtor industrial subiu 33,6% em relação a maio de 2021. O Destatis mostrou que este foi o maior aumento de todos os tempos em relação ao mês correspondente do ano anterior.

Em abril de 2022, o índice havia subido 33,5% e em março 30,9%. O principal responsável pelo aumento, quando comparado com 12 meses, foi o preço da energia. Os preços da energia como um todo subiram 87,1%.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.