Ações da Ásia recuperaram as perdas com China

Índice Xangai ficou em alta de 0, 89% aos 3.349

As ações da Ásia voltaram para o azul nesta sexta-feira. O bom humor vem do Banco Popular da China, que reforçou a ajuda financeira. No Japão, o índice de Preços ao Consumidor ficou estável.

Índices Asiáticos

O índice Xangai ficou em alta de 0, 89% aos 3.349 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 1,32% aos 2.192. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,23% aos 26.491 o índice Topix ficou em alta de 0,81% a 1.866. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,61% aos 3.111. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 2,26% aos 2.366. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em alta de 0,88% aos 52.727. O Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 2,09% aos 21.719. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,77% aos 6.578.

Na China, o Banco Popular da China – PBoC aumentou as provisões de liquidez e injetou 60 bilhões de iuanes (cerca de US$9 bilhões), a máxima de três meses. O país segue mantendo a vigilância nos casos de Covid-19, que elevaram os temores de mais impactos negativos na segunda maior economia do mundo.

Sobre os indicadores, no Japão, o índice de Preços ao Consumidor ficou estável em maio no comparativo com o mês anterior, 2,1%, que exclui alimentos frescos, em 2,1%, ligeiramente acima da meta de 2%. No entanto, a maior parte desse aumento de 2,1% é atribuível aos preços da energia. Sem alimentos frescos e energia, a inflação do Japão permanece em 0,8%. O BoJ diz que a inflação japonesa não é sustentável, o que é outra maneira de dizer transitória.

Ainda no Japão, o Índice de Preços ao Produtor de Serviços (todos os itens) subiu 1,8% em relação ao ano anterior. O Índice de Preços ao Produtor de Serviços (todos os itens excluindo transporte internacional) subiu 1,2% em relação ao ano anterior.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.