Ações da Ásia derreteram com China

FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,78% aos 3.093

As ações asiáticas voltaram para as liquidações nesta quarta-feira. Os investidores elevaram a cautela com os casos de Covid-19 na China. A ata da reunião do Banco Central do Japão também estava no radar.

Índices Asiáticos

O índice Xangai ficou em queda de 1,20% aos 3. 267 e o Shenzhen Composite ficou em queda de 1,28% aos 2.119. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,37% aos 26.149 o índice Topix ficou em queda de 0,19% a 1.852. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,78% aos 3.093. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 2,74% aos 2.342. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 1,35% aos 51.822. O Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 2,56% aos 21.008. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,23% aos 6.508.

O temor de uma queda na recuperação econômica na China ganhou proporções, com os casos de Covid-19 no país. As ações financeiras foram as que mais perderam nas negociações de hoje.

No Japão, o foco ficou na ata da última reunião do Banco Central – BoJ, que veio com destaque para a inflação global, desvalorização da moeda local, riscos com a guerra na Ucrânia, casos de Covid-19 na China, preços elevados aos consumidores japoneses e mercado de trabalho em desaquecimento.

Ainda na região, os investidores estavam cauteloso esperando pela apresentação do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, aos congressistas dos Estados Unidos.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.