Fed não prevê mais uma alta de 0,75 p.p

Wall Street volta para o positivo com fala de Powell

A decisão do Federal Reserve, que elevou a taxa de juros dos Estados Unidos entre 0,75% e 1%, bem como a redução do balanço de forma gradual, animou os investidores de Wall Street. Os três pesos pesados na bolsa de Nova York estavam avançando.

Na coletiva de imprensa, que durou pouco mais de 40 minutos, o presidente do Fed, Jerome Powell, manteve o tom “hawkish” e detalhou a redução do balanço de US$9 trilhões, que começará em 1º de junho, sendo que a meta é atingir os US$95 bilhões em setembro.

Ainda na coletiva, Powell reiterou que novos aumentos estão nos planos, já que o objetivo é perseguir a inflação nos 2%, ou seja, muito distante dos 7% atuais, porém talvez não em 0,75 p.p.. ” A inflação está muito alta e as incertezas continuam com a guerra na Ucrânia refletindo sobre a economia global [….], mas uma alta em 0,75 p.p. não é algo que o Comitê esteja considerando”.

Nesta reta final das negociações na NYSE, o Dow Jones subia 2,64%; o S&P subia 2,76%; e o Nasdaq avançava 2,88%.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.