Banco Central da Inglaterra sobe juros para 1%

Decisão não foi por unanimidade com três apontando para alta em 0,50 p.p.

Na esteira de vários bancos centrais ao redor do mundo, o da Inglaterra, BoE, também elevou a taxa de juros na reunião encerrada hoje.

O Comitê de Política Monetária, MPC definiu, por 6 votos a favor e 3 contra, aumentar a taxa de juros em 0,25 pontos percentuais para 1% ao ano.  Além disso, a exemplo do Federal Reserve, Estados Unidos, o BoE vai iniciar o processo de venda de títulos.

“O MPC define a política monetária para cumprir a meta de inflação de 2% e de uma forma que ajude a sustentar o crescimento e o emprego”, citou o presidente do BoE, Andrew Bailey.

Os três membros do MPC que votaram contra os 0,25 p.p. apontavam para uma alta mais agressiva em 0,50 p.p.. As pressões inflacionárias globais, a invasão da Ucrânia pela Rússia e a Covid-19 na China também foram os destaques no comunicado. “Isso levou a uma deterioração material nas perspectivas para o crescimento mundial e do Reino Unido”, considerou o MPC.

O comunicado mostra que o PIB do Reino Unido aumentou 0,9% no 1T22, mais forte do que o esperado pelo Relatório de Política Monetária de fevereiro. A taxa de desemprego caiu para 3,8% nos três meses até fevereiro, e deve cair um pouco mais nos próximos meses, consistente com um aperto contínuo no mercado de trabalho e com uma margem de excesso de demanda no momento.

“As pesquisas sobre a atividade empresarial permaneceram fortes. No entanto, houve sinais de indicadores de gastos no varejo e confiança do consumidor de que o aperto na renda disponível real está começando a pesar sobre o setor das famílias. O nível do PIB deverá permanecer praticamente inalterado no segundo trimestre”, avaliou o Comitê.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.