USIM5, CSNA3 e GGBR4 derrubam Ibovespa

Informações desencontradas sobre alíquota do aço puxaram as ações para baixo

O Ibovespa fechou em queda marginal nesta terça-feira. O investidor acompanhou os dados da Produção Industrial, as Vendas no Varejo e também a ata da última reunião de política monetária do Banco Central do Brasil.

Além disso, os ruídos promovidos por veículos de comunicação de que o Governo estudava a remoção total das tarifas de importação do aço e de 11 itens para tentar conter os índices inflacionários também pesaram forte no desempenho da bolsa de valores.

Com isso, as ações da Usiminas (USIM5), da CSN (CSNA3) e da Gerdau (GGBR4) derreteram ao longo do pregão. Esses papéis também foram impactados pela queda no preço do minério de ferro negociado na China (ver abaixo).

Em coletiva de imprensa, no final desta tarde, o presidente do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil e vice-presidente da Gerdau Aços Brasil (Argentina e Uruguai), Marcos Faraco, e o presidente Executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes, esclareceram as medidas depois de uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, em Brasília.

“O governo estuda a redução temporária apenas para o vergalhão do aço utilizado no setor de construção civil dos atuais 10,08% para 4% de julho até dezembro e não de todos os produtos”, citaram os executivos. A medida será discutida nesta quarta-feira pelo Comitê Executivo da Câmara do Comércio Exterior (Gecex).

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,14% aos 103.109. O volume financeiro ficou em R$26,06 bilhões.

“Apesar do fechamento perto da estabilidade, o pregão foi volátil. Ao longo do dia, o investidor digeriu a ata do Copom, com mais previsões para a inflação, bem como a extensão da taxa Selic na próxima reunião, mas com menor magnitude. Ao longo do pregão, as maiores quedas ficaram com USIM5, CSNA3 e GGBR4, com o preço do minério de ferro. O lado positivo ficou com as varejistas, que surfaram nos dados de vendas no varejo”, disse em áudio o analista da Toro Investimentos, Lucas Serra, par o 1Bilhão.

Destaques com ganhos
Banco Inter UNT (BIDI11), alta de 9,14%%; Petz ON (PETZ3) alta de 7,29%; Grupo Natura ON (NTCO3), alta de 8,73%; CVC Brasil ON (CVCB3), alta de 5,69%; Alpargatas PN (ALPA4), alta de 5,16%.

Operaram com perdas
CSN Mineração ON (CMIN3), queda de 7,16%; Usiminas PNA (USIM5), queda de 6,78%; Sid. Nacional ON (CSNA3), queda de 5,82%; Gerdau Met. PN (GOAU4), queda de 5,44%; Gerdau PN (GGBR4), queda de 4,36%.

Mais negociadas
Vale ON (VALE3), queda de 1,24%; Petrobras PN (PETR4), alta de 0,87%; Bradesco PN (BBDC4), alta de 0,98%; Magaz. Luiza ON (MGLU3), alta de 1,02%; Itaú Unibanco PN (ITUB4), queda de 0,51%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 02 de maio de 2022 a 02 de setembro de 2022, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (15,582%), Itaú Unibanco PN (5,661%), Petrobras PN (6,864%), Petrobras ON (4,492%) e Bradesco PN (4,606%).

Commodities

O preço do barril do Brent, com contrato futuro para junho de 2022, ficou em queda de 0,84% a US$101,60 em Londres.

O barril do WTI, com contrato futuro para junho de 2022, ficou em queda de 3,55% a US$99,43 em Nova York.

O contrato futuro para a entrega em setembro do minério de ferro de Dalian caíram 7% para US$112,71 a tonelada.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.