Receita da Taesa (TAEE11) fica em R$526 milhões

Lucro líquido foi de R$559,9 milhões

A Taesa (TAEE11), um dos maiores grupos concessionários de transmissão de energia elétrica do país, anunciou um lucro líquido de  R$ 559,9 milhões no primeiro trimestre de 2022, registrando um aumento de 0,7% quando comparado ao mesmo período de 2021. Os números foram apresentados nesta manhã.

A receita líquida totalizou R$ 526,1 milhões no 1T22, registrando um crescimento de 36,2% em relação ao mesmo período de 2021, explicado pelo reajuste inflacionário do novo ciclo da RAP (2021-2022) e entrada em operação de Janaúba em 2021.

O Ebitda totalizou R$ 454,4 milhões, no que foi um  aumento anual de 43,5%. A margem ficou em 86,4% no trimestre (+4,4 p.p. contra 1T21).

Divida Bruta

Em 31 de março de 2022, a dívida bruta da TAEE11 encerrou em R$ 7,599 bilhões, alta de 14,9% contra o 4T21. O caixa da Companhia ficou em R$ 1,463 bilhão, alta de 270,7% versus o resultado do quarto trimestre de 2021, resultando em uma dívida líquida de R$ 6,136 bilhões (redução de 1,4% no trimestre).

Aumento de 24,9% das despesas financeiras líquidas, resultado do aumento do CDI e do IPCA e do maior volume de dívida líquida entre os períodos comparados.

A Assembleia Geral Ordinária de 28 de abril de 2022 aprovou o pagamento de dividendos complementares de R$ 800,3 milhões (R$ 2,32 / Unit) e a diretoria da TAESA, por delegação dos acionistas, deliberou pelo pagamento deste montante no dia 31 de maio de 2022, com base na posição acionária do dia 9 de maio 2022 e data-ex em 10 de maio de 2022.

A TAEE11 remunerou seus acionistas no montante de R$ 1,790 bilhão (R$ 5,20 / Unit) referente ao resultado de 2021, representando um payout de 80,9% do lucro líquido.

A companhia realiza teleconferência no dia 17 de maio.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.