Pedidos de Bens Duráveis subiram 1,9% nos EUA

Em valores o resultado foi de US$ 272,6 bilhões

Os pedidos de bens duráveis nos Estados Unidos subiram 1,9%, acima da estimativa de -0,5%, ou US$ 5 bilhões, mensalmente em junho, para US$ 272,6 bilhões. Os dados são do Census Bureau divulgados nesta quarta-feira. Essa leitura veio muito melhor do que a expectativa do mercado para uma queda de 0,4%.

“Excluindo transporte, as novas encomendas aumentaram 0,3%”, conforme a publicação e acima da estimativa de 0,2%. “Excluindo defesa, os novos pedidos subiram 0,4%. Equipamentos de transporte, por três meses consecutivos, lideraram o aumento, US$ 4,5 bilhões ou 5,1%, para US$ 92,7 bilhões”, pontuaram.

Balança Comercial

O Census mostrou também que o déficit comercial internacional ficou em US$ 98,2 bilhões em junho, queda de US$ 5,9 bilhões em relação aos US$ 104,0 bilhões de maio.

Os Estados Unidos exportaram US$ 181,5 bilhões, US$ 4,4 bilhões a mais do que maio. As vendas de junho foram de US$ 279,7 bilhões, US$ 1,5 bilhão a menos do que as importações de maio.

Estoques do Atacado Antecipados

Os estoques no atacado para junho, ajustados para variações sazonais e diferenças de dias de negociação, mas não para mudanças de preços, foram estimados em um nível de US$ 896,0 bilhões, alta de 1,9% (±0,2%) em relação a maio de 2022, e alta de 25,6% (± 1,2%) de junho de 2021. A variação percentual de abril a maio de 2022 foi revisada de 1,8% (± 0,2%) para 1,9% (± 0,4%).

Estoques Antecipados de Varejo

Os estoques de varejo para junho foram estimados em um nível de final de mês de US$ 723,0 bilhões, alta de 2,0% (±0,2%) em relação a maio de 2022, e avanço de 19,9%(±0,7%) de junho de 2021. A variação percentual de abril a maio de 2022 foi revisada de 1,1% (±0,2%) para 1,6% (±0,2%).

*Tradução ID

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.