Payroll dos EUA fica em 372 mil em junho

As projeções apontavam para 260 mil

O emprego total da folha de pagamento não agrícola – Payroll subiu para 372 mil em junho, e a taxa de desemprego permaneceu em 3,6%, informou o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos. As projeções apontavam para 260 mil.

“Os ganhos de ocorreram em serviços profissionais e empresariais, lazer e hospitalidade, e cuidados de saúde”, escreveram os técnicos do Departamento.

A taxa de desemprego foi de 3,6% pelo quarto mês consecutivo (pouco acima da mínima de 50 anos), e o número de desempregados permaneceu inalterado em 5,9 milhões em junho. Essas medidas são pouco diferentes de fevereiro de 2020 (3,5% e 5,7 milhões, respectivamente), antes da pandemia de coronavírus (COVID-19).

Entre os desempregados, tanto aqueles permanentes, o número foi de 1,3 milhão em junho. As pessoas em demissão temporária ficaram em 827 mil, pouca relação ao longo do mês. Essas medidas são um pouco diferentes de seus valores em fevereiro de 2020.

Em junho, o número de desempregados de longa duração (desempregados há 27 semanas ou mais) foi essencialmente inalterado em 1,3 milhões. Esta medida é 215 mil maior do que em fevereiro 2020. Os desempregados de longa duração representavam 22,6% de todos os desempregados em junho.

A taxa de participação na força de trabalho, em 62,2%, e a relação emprego-população,
em 59,9%, foram pouco alterados ao longo do mês. Ambas as medidas permanecem abaixo de seus valores em fevereiro de 2020.

Como resultado, o crescimento do emprego moderou para uma média ainda robusta de 383 mil por mês na primavera, de cerca de 600 mil nos três meses anteriores, à medida que o país se aproximava de recuperar todos os 22 milhões de empregos perdidos na pandemia. Já foram recuperados 21,5 milhões, ou 97,6%, e pode recuperar o restante nos próximos meses.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.