*Paes de Andrade assume a Petrobras

FUP e ANAPETRO entram com representação na CVM

O Conselho de Administração da Petrobras (PETR4), em reunião realizada hoje, nomeou Caio Mário Paes de Andrade como Conselheiro de Administração até a próxima Assembleia Geral de Acionistas, bem como o elegeu para o cargo de presidente da estatal. O prazo definido pela companhia e até 13 de abril do ano que vem.

CV de Caio Paes de Andrade

Caio Mário Paes de Andrade é formado em Comunicação Social pela Universidade Paulista, tem pós-graduação em Administração e Gestão pela Harvard University e mestrado em Administração de Empresas pela Duke University.

Em 2019 assumiu a Presidência do SERPRO, em seguida se tornou Secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, antigo Ministério do Planejamento, onde coordenou a elaboração da Reforma Administrativa e da Plataforma Gov.BR, núcleo central da Transformação Digital do estado brasileiro, entre outros.

FUP e ANAPETRO

A escolha de Caio Paes de Andrade promoveu as reações contrárias. A Federação Nacional dos Petroleiros – FUP e A Associação Nacional dos Petroleiros – ANAPETRO protocolaram hoje denúncia na Comissão de Valores Mobiliários – CVM sobre a ilegalidade da aprovação do nome do indicado do presidente Jair Bolsonaro.

“A aprovação de Caio Paes de Andrade para a presidência da Petrobras é mais um puxadinho eleitoreiro de Bolsonaro. A decisão do Conselho de Administração da empresa é ilegal, pois o currículo e a experiência profissional do indicado são reconhecidamente insuficientes para gerir a maior empresa do Brasil, o que fere a Lei das Estatais”, disse o coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar.

“Um ato administrativo que aprove um ato ilegal não torna ele legal. A CVM tem que averiguar isso”, afirma o advogado Ângelo Remédio, da Advocacia Garcez, que representa os petroleiros no caso.

José Mauro Ferreira Coelho

No comunicado, a Petrobras agradeceu a passagem de José Mauro Ferreira Coelho à frente da presidência  e como membro do Conselho de Administração. Coelho ficou apenas 40 dias nos cargos e pediu demissão no começo deste mês.

*Complemento com as decisões da FUP e ANAPETRO.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.