Minério de Ferro cai 6% e derruba ações do setor

No spot a tonelada seca caiu 5,57% a US$108,98

As grandes mineradoras listadas nas principais bolsas de valores estão acompanhando as ações derretendo. A fraca demanda por minério de ferro mais uma vez puxou os preços da commodity para baixo nesta quarta-feira.

Nos contratos futuros de Dalian, China, a queda foi de 6% ao preço de US$105,57 a tonelada para entrega em setembro. No dia anterior, a alta foi de 3%.

O minério de ferro no spot comercializado no porto de Qingdao, China, devolveu a alta de ontem (+3,3% ) depois da queda livre (8,18%) na segunda-feira. No fechamento desta quarta-feira, a tonelada seca com 62% de pureza caiu 5,57% a US$108,98.

“O minério de ferro, como uma das principais commodities, vem sofrendo muita volatilidade e caindo muito. Nas negociações no spot, ocorreu um alta apenas ontem. Esse cenário já vinha com as atenções para as economias da China e dos Estados Unidos, mas ficou mais grave com a guerra na Ucrânia”, citou o operador de mesa institucional da Renascença DTVM, Luiz Roberto Monteiro.

Na bolsa de Londres, onde estão listadas as maiores mineradoras, as ações estão recuadas na reta final das negociações.

A Evraz PLC caía 12,59%, a Antofagasta PLC caía 4,63%, a Glencore PLC caía 5,55%, a Anglo American PLC caía 4,31%, a Rio Tinto PLC perdia 3,64% e a Polymetal International PLC recuava 7,41%. O índice FTSE100 está operando em queda de 0,68% aos 7.103 pontos.

Por aqui, às 12h30, a Vale (VALE3) estava em queda de 1,37% ao preço de R$75,00. O Ibovespa estava em queda de 0,36% aos 99.325 pontos.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.