Ibovespa derrete 11,5% em junho: queda no pregão foi de 1%

Volume financeiro ficou em R$27,69 bilhões

O Ibovespa vai fechando o mês de junho em queda de 11,50% e recuando também em 5,99% no primeiro semestre de 2022.

De acordo com analistas, o ambiente externo teve influência nos negócios por aqui. Entre os exemplos estavam a guerra na Ucrânia, os preços das commodities, a pressão monetária pelo Federal Reserve e também o lockdown na China.

“Os mercados vinham bem até março, no que seria a recuperação da pandemia, mas a guerra na Ucrânia e o lockdown na China prejudicaram a cadeia de ofertas. A nossa bolsa também estava positiva, porém, os dados de inflação e a pressão dos juros pelo Fed pesaram em maio e a janela de oportunidades foi fechada esse mês”, avaliou o economista-chefe da Messem Investimentos, Gustavo Bertotti, para o 1Bilhão.

Bertotti acrescentou também a influência externa. “A China é estratégica para a nossa bolsa, já que o peso vem de commodities. Porém, o risco fiscal e a eleição estão no radar. No entanto, o lado positivo fica com a trajetória de juros altos pelo BCB sendo interrompida e o Fed subindo. A nossa bolsa está barata, o BCB apertou e fizemos o dever de casa. A Rússia está fora do circuito e a China vem retomando os projetos de crescimento. Os fatores apontam para um bom segundo semestre, mas estamos com uma eleição na porta”, finaliza.

Nesta quinta-feira, o Ibovespa fechou em queda de 1,08% aos 98.541 pontos. O volume financeiro ficou em R$27,69 bilhões.

Hoje, o desempenho das ações do Fleury (FLRY3) foram os destaques. O Grupo Fleury e Grupo Pardini anunciaram a combinação de negócios. Com isso foi criada uma das maiores empresas de saúde do País. Juntas, as empresas somam 487 unidades de atendimento em 13 dos principais polos econômicos do País e 6,6 mil clientes lab-to-lab. A Receita Bruta combinada, considerando o exercício de 2021, atinge R$ 6,4 bilhões.

Destaques com ganhos
Fleury ON (FLRY3), alta de 16,10%; Telef. Brasil ON (VIVT3), alta de 3,07%; Hapvida ON (HAPV3), alta de 3,80%; MRV ON (MRVE3), alta de 2,90%; TIM ON (TIMS3), alta de 2,08%.

Operaram com perdas
Via ON (VIIA3), queda de 8,13%; Sid. Nacional ON (CSNA3), queda de 6,42%; CSN Mineração ON (CMIN3), queda de 6,31%; JHSF Part ON (JHSF3), queda de 5,66%; SLC Agrícola ON (SLCE3), queda de 5,56%.

Mais negociadas
Vale ON (VALE3), queda de 2,83%; Petrobras PN (PETR4), queda de 0,53%; Omega Energia ON (MEGA3), queda de 1,56%; Eletrobras ON (ELET3), alta de 1,05%; Localiza ON (RENT3), alta de 0,92%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 02 de maio de 2022 a 02 de setembro de 2022, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (15,582%), Itaú Unibanco PN (5,661%), Petrobras PN (6,864%), Petrobras ON (4,492%) e Bradesco PN (4,606%).

Commodities
O preço do barril do Brent, com contrato futuro para agosto de 2022, ficou em alta de 0,16% a US$109,20 em Londres.

O preço do barril do WTI, com contrato futuro para agosto de 2022, ficou estável 0,05% a US$105,78.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.