FECHAMENTO: Semana termina com atenção para os bancos centrais

Ibovespa ficou em queda marginal de 0,11% aos 98.924 pontos

A semana terminou ainda com atenção para os bancos centrais. A surpresa ficou com o Banco Central Europeu – BCE, que elevou os juros depois de 11 anos. Já o Banco Central do Japão – BoJ manteve a taxa novamente em -0,10%, mesmo com a inflação ficando em alta de 2,2% em junho.

Ainda nos últimos dias, os preços das commodities ficaram voláteis nos mercados internacionais e aumentaram as preocupações com o desempenho econômico da China. Aquele país mantém lockdowns em várias regiões com novos casos de Covid-19.

Atenção para a doença também cresceu nos Estados Unidos que, segundo os órgãos de saúde, poderão enfrentar um a nova onda de coronavírus. Aliás, o presidente Joe Biden está com Covid-19, mas de acordo com a Casa Branca os sintomas são leves.

Os balanços financeiros ficaram entre os drivers, em semana de poucos indicadores econômicos.

Hoje, a bolsa de Nova York fechou em queda. Os índices europeus subiram moderadamente. Os mercados asiáticos ficaram divididos. E, por aqui, o Ibovespa acompanhou os pares e ficou em queda.

O dólar subiu no pregão e disparou na semana.

Acompanhe o resumo dos mercados

Ásia: o Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 0,66% aos 2.393 pontos. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em alta de 0,70% aos 56.072 pontos.

Europa: o CAC-40, bolsa de Paris, subiu 0,25% aos 6.216 pontos. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou estável 0,05% aos 13.253 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones caiu 0,43% aos 31.899 pontos. O S&P caiu 0,93% aos 3.961 pontos. O Nasdaq recuou 1,87% aos 11.834 pontos

Brasil: o Ibovespa ficou em queda marginal de 0,11% aos 98.924 pontos.

Moedas: o dólar fechou estável aos R$5,499 para a venda. O turismo ficou em queda de 0,59% aos R$5,665 para a venda.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.