FECHAMENTO: Investidor parte para o risco

Ibovespa subiu 1,36% aos 100.269 pontos

O investidor partiu para o risco nesta segunda-feira. As expectativas estão elevadas para a reunião do Federal Reserve, para a temporada de balanços e com as commodities reagindo e levando as ações das empresas do setor. Porém, as atenções estão voltadas para a Europa, mais precisamente para a Alemanha e o abastecimento do gás russo.

Hoje, o dólar deu uma trégua e acabou desvalorizado frente às emergentes, inclusive sobre o real. Esse movimento interno, segundo analistas, poderá ser revertido e a moeda ganhar força por conta do período eleitoral.

A bolsa de Nova York fechou em alta moderada, mas com apenas o Nasdaq recuado. As bolsas da Europa subiram, com o DAX-30, bolsa de Frankfurt, no vermelho. Na Ásia, os índices ficaram negativos, mesmo com os estímulos por parte do Governo. E, por aqui, o Ibovespa surfou na onda e arrancou para os 100 mil pontos.

Acompanhe o resumo dos mercados

Ásia: o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 0,22% aos 20.562. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,77% aos 27.699 pontos.

Europa: o Ibex 35, bolsa de Madri, subiu 0,42% aos 8.085 pontos. O PSI-20, bolsa de Lisboa, subiu 1,10% aos 6.002 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones fechou em alta de 0,28% aos 31.990 pontos. O S&P ficou em alta de 0,13% aos 3.996 pontos. O Nasdaq ficou em queda de 0,43% aos 11.782 pontos.

Brasil: o Ibovespa subiu 1,36% aos 100.269 pontos.

Moedas: o dólar fechou em queda de 2,35% aos R$5,370 para a venda. O turismo ficou em queda de 1,65% aos R$5,571 para a venda.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.