FECHAMENTO: Diferenças entre EUA e China pesam nos mercados

Ibovespa fechou em alta de 1,11% aos 103.361 pontos

As diferenças entre os Estados Unidos e a China pesaram nos mercados acionários nesta terça-feira. Desta vez não se trata de questões comerciais, mas diplomáticas com a visita da presidente da Câmara dos Deputados americana, Nancy Pelosi, a Taiwan.

Em nome da Democracia, a parlamentar pode ter iniciado uma verdadeira crise geopolítica. Pequim revidou e o estado de alerta foi instalado, com manobras militares por terra, água e ar. Além disso, uma série de manifestações contrárias e favoráveis a visita de Pelosi estão sendo registradas na capital Taipei.

Enquanto isso, a tensão com a viagem polêmica de Nancy Pelosi mexeu com o humor dos investidores. Os índices asiáticos derreteram, com destaque para o Hang Seng, bolsa de Hong Kong. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, também caiu (Ver abaixo em Ásia).

A bolsa de Nova York, que operou volátil, fechou em campo negativo. As europeias também escorregaram. Já a bolsa brasileira descolou das demais e avançou para mais de 103 mil pontos.

Por aqui, as expectativas estão elevadas para a decisão monetária do Banco Central do Brasil. O mercado precificou a Selic em 13,75%, ou seja, alta em 0,50 p.p..

O dólar fechou em alta.

Acompanhe o resumo dos mercados

Ásia: o Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 1,56% aos 14.747. Xangai ficou em queda de 2,26% aos 3.186.

Europa: o CAC-40, bolsa de Paris, caiu 0,42% aos 6.409 pontos. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou em queda de 0,23% aos 13.449 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones fechou em queda de 1,23% aos 32.396 pontos. O S&P ficou em queda de 0,67% aos 4.091 pontos. O Nasdaq caiu 0,16% aos 12.348 pontos.

Brasil: o Ibovespa fechou em alta de 1,11% aos 103.361 pontos.

Moedas: o dólar fechou em alta de 1,94% aos R$5,279 para a venda. O turismo ficou em alta de 1,35% aos R$5,454 para a venda.

Acompanhe mais destaques dos mercados também nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.