FECHAMENTO: BCE e BoJ ditam os rumos dos mercados de ações

Ibovespa ficou em alta de 0,76% aos 99.033 pontos

O Banco Central Europeu – BCE e o Banco Central do Japão – BoJ foram os drivers dos mercados de ações nesta quinta-feira. A decisões monetárias foram diferentes, mas elevaram ainda mais as apostas de que o Federal Reserve poderá ser mais agressivo  para com a taxa de juros dos Estados Unidos já na reunião de terça-feira (26/07).

O dia foi sem indicadores econômicos, fora os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, que voltaram a subir em 7 mil na semana passada. Mesmo com as 251 mil solicitações, os números estão muito abaixo dos registrados durante a pandemia de coronavírus (fevereiro de 2020).

Embora com a cautela para o Fed, hoje, os investidores focaram na temporada de resultados financeiros de “gigantonas”, em especial os números da montadora de veículos elétricos Tesla Inc. (TSLA).

Ao final, os índices de Wall Street fecharam com ganhos. As bolsas da Europa ficaram divididas. Os mercados asiáticos ficaram sem direção. E, por aqui, o Ibovespa acompanhou os pares americanos.

O dólar subiu e o euro reagiu com a decisão do BCE.

Acompanhe o resumo dos mercados

Ásia: o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 1,51% aos 20.574 pontos. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,44% aos 27.803 pontos.

Europa: o Ibex 35, bolsa de Madri, recuou 0,20% aos 8.012 pontos. O PSI-20, bolsa de Lisboa, caiu 0,94% aos 5.884 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones subiu 0,51% aos 32.036 pontos. O S&P subiu 0,99% aos 3.998 pontos. O Nasdaq subiu 1,36% aos 12.059 pontos.

Brasil: o Ibovespa ficou em alta de 0,76% aos 99.033 pontos.

Moedas: o dólar fechou em alta de 0,65% aos R$5,496 para a venda. O turismo ficou em alta de 0,84% aos R$5,699 para a venda.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.