Febraban reforça dicas de segurança para fazer compras na Black Friday

Para fugir de golpes, o consumidor deve ficar atento na escolha do e-commerce e redobrar cuidados na hora de fazer pagamentos

Apesar de algumas promoções já estarem sendo divulgadas desde o começo deste mês, as varejistas costumam intensificar as ofertas da Black Friday hoje (26). Afinal, a data é uma das mais aguardadas pelos consumidores devido à grande quantidade de promoções.

Embora as tentativas de golpes ou fraudes ocorram durante todo o ano, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) alerta que quadrilhas aproveitam o momento de euforia para aplicar golpes que causam grande prejuízo. Ainda mais, usando a tática da engenharia social, que consiste na manipulação do usuário para que ele forneça informações confidenciais e dados pessoais.

Nesta época do ano, são comuns abordagens de criminosos com páginas falsas que simulam e-commerce; promoções falsas enviadas por e-mails, SMS e mensagens de WhatsApp e a criação de perfis falsos que investem em mídia para aparecer em páginas e stories de redes sociais.

Portanto, veja a seguir dicas para fazer as compras com segurança:

Escolher lojas online com segurança

Ao utilizar sites de busca, o cliente deve verificar cuidadosamente o endereço (URL) para garantir que se trata do site que deseja acessar. Os fraudadores utilizam “links patrocinados” para ganhar visibilidade nos resultados de buscas.

Portanto, é importante dar preferência a sites conhecidos e já utilizados anteriormente. Assim como, verificar a reputação de lojas virtuais em sites de defesa do consumidor e leia comentários de clientes que já usam as plataformas.

Além disso, a pessoa não deve usar links desconhecidos para fazer suas compras e nem links recebidos por WhatsApp e SMS. Nesse momento, o ideal é verificar com atenção as formas de pagamento oferecidas pelo e-commerce e sempre verificar as políticas de troca e devoluções da loja.

Formas de pagamentos

Em compras online, a Febraban recomenda usar os cartões virtuais oferecidos pelos bancos. Contudo, se o pagamento for  com o Pix, o cliente sempre deve fazer dentro do próprio ambiente da loja virtual. Quando o varejista fornece o código QR Code, também é importante conferir com atenção todos os dados do pagamento e se a loja escolhida é realmente quem irá receber o dinheiro.

Se for pagar a compra com boleto, a pessoa precisa saber quem é a empresa beneficiária que aparece no momento do pagamento do boleto, no aplicativo ou site do banco. Afinal, se o nome for diferente da marca ou empresa onde a compra foi feita, a transação não deve ser concluída.

Por outro lado, se a compra for presencial, o recomendado é conferir  o valor na maquininha de cartão antes de digitar a senha. Além disso, verificar se o cartão devolvido é o mesmo.

Black Friday 2021

Mais algumas dicas

Na Black Friday, todos precisam desconfiar das promoções cujos preços são muito menores que o valor real do produto, pois criminosos utilizam da empolgação dos consumidores para coletar informações e aplicar golpes que geram grandes prejuízos.

Sendo assim, a pessoa nunca deve usar um computador público ou de um estranho para efetuar compras e digitar seus dados bancários. O melhor é usar o computador ou smartphone pessoal, softwares e aplicativos originais e manter sempre um antivírus atualizado.

Black FraudeBlack FridayGOLPES