BCE traz juros do negativo para alta de 0,50%; a maior em 11 anos

Autoridade monetária revisa os programas de compras de ativos

Conforme precificado pelo mercado, os membros do Conselho do Banco Central Europeu – BCE decidiram elevar a taxa básica de juros de -0,5% para +o,50%. O aumento, embora esperado, surpreendeu e foi a mais alta em 11 anos.

No comunicado, o BCE declarou que tomou outras medidas importantes para garantir que a inflação volte ao seu objetivo de 2% a médio prazo. O Conselho do BCE decidiu aumentar as três principais taxas de juro do BCE em 50 pontos base e aprovou o Transmission Protection Instrument – TPI.

“O Conselho do BCE considerou apropriado dar um primeiro passo maior na sua trajetória de normalização das taxas de política do que o sinalizado na sua reunião anterior. Esta decisão baseia-se na avaliação atualizada dos riscos de inflação pelo Conselho do BCE e no reforço do apoio prestado pelo TPI à transmissão efetiva da política monetária. Apoiará o regresso da inflação ao objetivo de médio prazo do Conselho do BCE, reforçando a ancoragem das expectativas de inflação e assegurando que as condições da procura se ajustam para cumprir o seu objetivo de inflação a médio prazo”, escreveram.

Para as próximas reuniões  será adequada uma maior normalização das taxas de juro. A antecipação hoje da saída das taxas negativas permite ao Conselho do BCE fazer uma transição para uma abordagem reunião a reunião para as decisões sobre os juros. “A trajetória futura da taxa de política do Conselho do BCE continuará a depender de dados e ajudará a cumprir sua meta de inflação de 2% no médio prazo. No contexto da normalização da sua política, o BCE avaliará as opções para remunerar as detenções de liquidez excedentárias”, destacaram.

O Conselho do BCE avaliou que o estabelecimento do TPI é necessário para apoiar a transmissão efetiva da política monetária. Em particular, à medida que o Conselho do BCE continua a normalizar a política monetária, o TPI assegurará que a orientação da política monetária seja transmitida sem problemas em todos os países da área do euro. A unicidade da política monetária do Conselho do BCE é uma condição prévia para que o BCE possa cumprir o seu mandato de estabilidade de preços.

“O TPI será um complemento ao conjunto de ferramentas do Conselho do BCE e pode ser ativado para combater dinâmicas de mercado desordenadas e injustificadas que representam uma séria ameaça à transmissão da política monetária em toda a área do euro. A escala das compras de TPI depende da gravidade dos riscos enfrentados pela transmissão da apólice. As compras não são restritas. Ao salvaguardar o mecanismo de transmissão, o TPI permitirá ao Conselho do BCE cumprir de forma mais eficaz o seu mandato de estabilidade de preços”, salientaram.

De qualquer forma, a flexibilização dos reinvestimentos dos resgates a vencer na carteira do Programa de Compras Emergenciais Pandêmicas (PEPP) continua sendo a primeira linha de defesa para fazer frente aos riscos ao mecanismo de transmissão relacionados à pandemia.

Principais taxas de juros do BCE

O Conselho do BCE decidiu aumentar as três principais taxas de juro do BCE em 50 pontos base. “Assim, a taxa de juro das operações principais de refinanciamento e as taxas de juro da facilidade permanente de cedência de liquidez e da facilidade permanente de depósito serão aumentadas para 0,50%, 0,75% e 0,00%, respetivamente, com efeitos a partir de 27 de julho de 2022”, mostraram os membros do Conselho no comunicado.

Programas de compra de ativos (APP) e de compra de emergência pandêmica (PEPP)

O Conselho do BCE pretende continuar a reinvestir, na íntegra, os pagamentos de capital dos títulos vencidos adquiridos ao abrigo do APP por um período prolongado após a data em que começa a aumentar as taxas de juro diretoras do BCE e, em qualquer caso, pelo tempo que for necessário manter amplas condições de liquidez e uma orientação adequada da política monetária.

No que diz respeito ao PEPP, o Conselho do BCE pretende reinvestir os pagamentos de capital dos títulos com vencimento adquiridos ao abrigo do programa até, pelo menos, o final de 2024. Em qualquer caso, o futuro roll-off da carteira de PEPP será gerido de forma a evitar interferências com o política monetária adequada.

Os resgates vencíveis da carteira de PEPP estão sendo reinvestidos de forma flexível, com vistas a combater os riscos ao mecanismo de transmissão relacionados à pandemia.

Operações de refinanciamento

O Conselho do BCE continuará a acompanhar as condições de financiamento dos bancos e a assegurar que o vencimento das operações da terceira série de operações de refinanciamento de prazo alargado direcionado (TLTRO III) não prejudica a transmissão harmoniosa da sua política monetária. “O Conselho do BCE também avaliará regularmente a forma como as operações de crédito direcionadas estão a contribuir para a orientação da sua política monetária”, finalizaram.

Mercados

Logo depois da divulgação do comunicado do BCE, o euro voltou a subir. Por volta de 10h35, a moeda europeia estava em alta de 0,32% aos R$5,575 para a venda. O dólar estava em alta de 0,38% aos R$5,481 para a venda no interbancário.

Já as bolsas de valores da Europa estão operando no vermelho, com o pan-europeu, Stock Europe 600, desvalorizado em 0,47% aos 420.37 pontos.

O maior peso está com o FTSE-MIB, bolsa de Milão, queda em 1,80% aos 20.973 pontos. O impacto vem com a crise política instalada naquele país depois da renúncia do primeiro-ministro, Mario Draghi, nesta manhã.

Neste momento, a presidente do BCE, Christine Lagarde, detalha a decisão em coletiva de imprensa.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.