CDB BANCO INTER – RENDE MAIS QUE POUPANÇA E TESOURO SELIC?

Assim como diversas fintechs o Banco Inter se oferece como opção de banco sem a burocracia dos bancos “tradicionais”. 

Como todas as operações são feitas no digital, o banco pode se dar ao luxo de não cobrar taxas administrativas.

O Banco oferece uma plataforma de investimento no seu próprio aplicativo de celular com um CDB de rentabilidade 100% do CDI. Mas o que significa esse valor?

Essa rentabilidade é melhor ou pior do que os investimentos mais conhecidos pelo brasileiro?

Será que esse investimento compensa mais do que as opções mais conhecidas, como a poupança e o Tesouro Selic?

O Financista Fabrizio Gueratto, do Canal 1Bilhão Educação Financeira, detalhou sobre esta opção interessante para quem está de olho em possibilidades de investimento de baixo valor inicial.

O CDB do Banco Inter:

“O Crédito de Depósito Interbancário, ou CDI, nada mais é do que o valor no qual os grandes bancos emprestam dinheiro entre si. Na prática ela está sempre muito próxima da taxa básica da economia, a Selic, devido ao baixo risco que o empréstimo entre os bancos tem”, explicou Fabrizio Gueratto.

E por falar em risco, o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) respalda valores de até R$ 250 mil investidos em contas de instituições financeiras, o que aumenta em muito a segurança desta opção.

“Com a taxa CDI em 5,9% ao ano, o rendimento anual bruto de uma conta no Banco Inter seria os mesmos 5,9%”, completou o Financista. A melhor parte é que, o valor mais baixo para se começar a investir é de R$ 100.

Banco Inter x poupança X SELIC

Mas como esse valor de 100% do CDI se sai quando comparado a outros investimentos mais conhecidos?

“A verdade é que a poupança nunca deve ser considerada como opção de investimento de renda fixa. Comparada ao CDB do Banco Inter e a SELIC, a poupança apresenta a menor rentabilidade”, afirmou Fabrizio.

Vale lembrar que a taxa utilizada para os cálculos é a Selic Over, um pouco diferente da Selic meta.

“A Selic Meta é a tradicional, aquela que sempre aparece em todos os jornais. Ela é definida nas reuniões do Copom e faz parte da nossa política econômica.

Porém, na prática os cálculos de rentabilidade do tesouro do governo são feitos com a Selic Over, sempre um pouco abaixo do valor da meta”, explicou o Financista.

Os cálculos foram feitos para o período de 6 meses, 1 ano e 2 anos.

O valor utilizado para investimento inicial é de R$ 20.000,00.Em 6 meses, teríamos R$ 20.415,76 investindo na poupança. No Tesouro Selic seriam R$ 20.424,06. Se esse dinheiro for investido no CDB com 100% do CDI ficaríamos com R$ 20.454,00.

Considerando agora 1 ano, a quantia total na poupança no final do período seria de R$ 20.840,15, novamente com os mesmos R$ 20.000,00 iniciais.

Apostando no Tesouro Selic, você acabaria com R$ 20.935,12. Como fica claro, a poupança é uma opção menos lucrativa mesmo com as outras sendo tão seguras quanto ela.

Usando os mesmos critérios comparativos o Banco Inter seria novamente a melhor opção, com R$ 20.977,48 de valor final.

A diferença aumenta mais quando pensamos em um prazo de 2 anos. São R$ 21.715,60 de valor final quando aplicado na poupança e R$ 21.975,01 nos títulos do governo.

No Banco Inter o saldo final é de R$ 22.065,18. Os ganhos neste caso são 20% maiores que a poupança e aproximadamente 4% a mais do que o Tesouro.

“Essa diferença do CDB para o Tesouro Selic acontece porque existe uma taxa de 0,25% sobre a rentabilidade, cobrada pela B3 para fazer essa operação na bolsa.

Isso torna os CDBs, principalmente de fintechs e instituições financeiras mais especializadas, caso do Banco Inter, mais atrativos do que o Tesouro Direto”, explicou Fabrizio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.