Santander (SANB11) na análise do BTG Pactual

Lucro líquido fica em R$4,084 bilhões

O banco Santander (SANB11) divulgou balanço financeiro nesta quinta-feira. Os dados foram compilados pela equipe de análise do BTG Pactual, que avaliou os números e considerou as recomendações.
Resumo e Análise

“O Santander Brasil (SANB11) foi o primeiro banco brasileiro a divulgar os resultados do segundo trimestre. O lucro líquido reportado ficou praticamente em linha com a nossa projeção em R$ 4,084 bilhões, alta em 1% no comparativo trimestral e queda de 3% ao ano, 20% ROE, mas foi ajudado por uma reversão (considerável) de provisões judiciais e muito baixa taxa de imposto (16%). No semestre, o resultado foi de R$8,089 bilhões.

O NPLs de 90 dias ficou estáveis no comparativo trimestral, uma surpresa positiva, ajudou pela menor inadimplência na carteira do banco e outro grande salto nos empréstimos renegociados, que costumam subir quando o cenário se torna mais desafiador. Depois de crescer 22% t/t no 1T, as provisões para perdas com empréstimos subiram mais 22% t/t no 2T. Em suma, foi um trimestre mais fraco do que o esperado”, disseram.

Mais números do Santander

As despesas líquidas com provisões para devedores duvidosos ficaram em R$5,75 bilhões, alta de 72,8% ante o mesmo período de 2021.

A margem financeira bruta ficou em R$12,78 bilhões, queda de 4,8% ante o mesmo período do ano passado.

O EBITDA no segundo trimestre ficou em R$4,895 bilhões, queda em 12,3% ante o primeiro trimestre deste ano. No semestre, o resultado foi de R$10,476 bilhões, queda de 20,3% de igual período do ano passado.

Recomendação
A recomendação é NEUTRA ao preço de 12 meses em R$37,00/US$7,03. Preço atual em R$27,84/US$5,29.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.