Light (LIGT3) dá lugar para Vale (VALE3) na Carteira Órama de Maio

Analistas optaram pela troca de apenas um ativo

Os analistas de Órama Investimentos optaram por trazer novamente a Vale (VALE3) no lugar da Light (LIGT3) para a Carteira de maio. A justificativa de saída ocorreu porque os analistas esperavam por uma correção de curto prazo no mês passado. “A ação amargou uma forte queda e achamos interessante colocar o papel de volta na carteira. Estamos retirando as ações da Light.”

Composição de Maio com base no fechamento de 25 de abril

Todos os ativos estão com peso em 10%:

Natura & Co. (NTCO3) ao preço alvo de R$ 43,50 e upside: 116,7%;

“O negócio da Natura é bastante interessante – a marca é forte e o ticket é baixo, o que confere bastante resiliência aos números, uma margem interessante e geração de caixa robusta. Como mencionamos, a gestão já se provou inúmeras vezes e esperamos que isto vá se repetir.”

Bradesco (BBDC4 ) ao preço alvo de R$ 29,07 e upside: 52,2%;

“Optamos por colocá-lo na nossa carteira primeiramente pela relevância do business de concessão de crédito no negócio, em especial no que se refere aos clientes large corporate. Este será um dos últimos negócios a serem atacados pelas fintechs, além de se beneficiar de um fator conjuntural que é a alta da Selic.”

Banco BTG (BPAC11) ao preço alvo de R$ 44,67 e upside:77,8%;

“Ressaltamos o notável crescimento das operações que o banco entregou ao longo dos últimos dois anos, com especial atenção para os serviços de wealth management, que geram importantes sinergias e receitas para a companhia. O grande ativo do banco é a excelência do seu time e sua capacidade de entrega.”

Petz (PETZ3) ao preço de R$ 28,10 e upside: 77,1%;

“O controlador, Sérgio Zimerman, desenhou estratégias bastante bem sucedidas, que têm puxado muito as vendas. Nas lojas físicas, a Petz tem uma estratégia de prestação de serviços, desde banho e tosa até veterinária. Isso acaba trazendo tráfego para o local, e consequentemente fazendo a loja vender mais.”

CVC (CVCB3) ao preço de R$ 39,54 e upside: 183,2%;

“As possibilidades de novas ondas da covid-19 são riscos para a operação da CVC, contudo, caso os planos de vacinação sigam conforme o esperado, acreditamos que as ações voltem a ser negociadas em patamares que eram vistos antes da pandemia, abrindo espaço para ganhos significativos.”

Vale (VALE3) ao preço de R$ 103,60 e upside: 31,0%;

“A companhia possui algumas plantas que estão paradas e assim, mesmo que a demanda por minério aumente, será possível honrar os pedidos sem grandes problemas. Seu robusto pagamento de dividendos semestrais é um grande atrativo e uma forma de balancear nossa carteira de investimentos com uma empresa bastante sólida.”

Simpar (SIMH3) ao preço de R$ 21,25 e upside: 98,6%;

“A gestão da família Simões tem sido impecável, com um longo histórico de entregas nos diferentes setores. A empresa segue abrindo novas avenidas de crescimento, como por exemplo na BBC. Em paralelo, a compra da Ciclus inaugura a atuação da empresa no segmento de tratamento de resíduos sólidos – outro nicho com muito espaço para crescer no país.”

Grupo Ultra (UGPA3) ao preço de R$ 27,01 e upside: 91,6%;

“Em termos de estratégia, está em período de desinvestimento de diversos ativos periféricos, reduzindo alavancagem e se preparando para se beneficiar dos desinvestimentos da Petrobras no ramo de refinarias.”

Brasil Foods (BRFS3) ao preço de R$ 23,70 e upside: 69,5%; e

“Optamos por incluir a BRF na carteira pois é uma das poucas produtoras de commodities que não tiveram alta de preço recentemente. É claro que grãos representam o custo mais pesado da empresa, e isso pode sim pressionar margens. Temos perspectiva positiva no médio prazo, conforme os números da companhia se mostrem menos deteriorados do que o esperado pelo mercado.”

Via Varejo (VIIA3) ao preço de R$ 7,00 e upside: 119,4%.

“A Via é uma varejista de itens de consumo discricionário, como linha branca e eletroeletrônicos. Após sua criação, na fusão das marcas Casas Bahia e Ponto Frio, a empresa foi controlada pelo grupo francês Casino e teve a sua dinâmica interna bastante deteriorada.”

você pode gostar também

Comentários estão fechados.