IRBR3 e CPLE6 estão no resumo da Guide

Autorizado o reajuste médio de 4,9% nas suas tarifas de distribuição

Os analistas da Guide Investimentos, no resumo Empresas, escolheram o desempenho financeiro da IRB e também o reajuste de tarifas da CPLE6 aprovado pela Aneel.

Acompanhe o resumo:

IRB-Brasil (IRBR3):

O IRB-Brasil (IRBR3) comunicou seus destaques do mês de abril de 2022 com mais um mês de prejuízo líquido que alcançou R$93 milhões (vs. R$49 milhões de prejuízo no mesmo mês em 2021), resultando no prejuízo líquido de R$12 milhões nos primeiros quatro meses de 2022 (vs. R$2 milhões de lucro em 2021). O principal destaque negativo foi as despesas com sinistro chegando a R$478 milhões, devido a sinistralidade de 103%, principalmente impactada pela maior sinistralidade no segmento agro.

“Negativo. A diminuição dos prêmios emitidos aliado a sinistralidade alta do IRB, resultou em mais um mês de prejuízo para a empresa”, disseram.

Copel (CPLE6):

A Copel (CPLE6) comunicou o mercado que a Aneel autorizou o reajuste médio de 4,9% nas suas tarifas de distribuição, tendo um efeito de 1,58% para seus consumidores residências. A parcela B, que remunera as distribuidoras (cobrindo custos operacionais, depreciação e investimentos), teve reajuste de 3,14%, devido ao IPCA no período (11,73%) acrescido do fator X positivo de 0,75%, instrumento de controle sobre as distribuidoras pelo órgão regulador.

“Positivo. O reajuste demonstra o compromisso do regulador com a constante atualização das receitas e custos das empresas de energia, além disso, mostra a resiliência do setor de elétricas em um ambiente com inflação elevada, se mostrando uma boa alternativa de investimento para esses períodos.”

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.