Reações positivas nos mercados asiáticos

Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,93% aos 26.843

As reações foram positivas nos mercados acionários da Ásia. Os investidores avaliaram os dados da balança comercial da China e também a suspensão, em parte, de medidas restritivas para conter a nova onda de coronavírus.

Índices Asiáticos:

O índice Xangai ficou em queda de 0,82% aos 3.183 e o Shenzhen Composite ficou em queda de 1,74% aos 2.012.

O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,93% aos 26.843.
O Hang Seng, bolsa de Hong Kong, subiu 0,26% aos 21.374.
O XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,34% aos 7.479.
O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,36% aos 3.342.
O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 0,41% aos 58.338.
O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 1,86% aos 2.716.

O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific, fora o Japão, subiu 0,9%.

Os dados positivos sobre as exportações da China e recuo dos yields dos títulos americanos estimularam as compras n esta quarta-feira.

Na China, as exportações subiram 14,7% ao ano em março, superando as projeções do mercado. De outro lado, as importações decepcionaram e caíram em 0,1% ao ano.

As preocupações com a nova onda de Covid-19 em importantes cidades chinesas continuam pesando no humor dos investidores asiáticos, embora com parte do lockdown suspenso.

Destaque para o seu melhor investimento? É só clicar aqui

No Japão, os pedidos de máquinas caíram 9,8% em fevereiro em relação ao mês anterior. Os dados são do Gabinete do Governo, com a indicação que essa foi a maior queda desde abril de 2020.

Os principais pedidos de não fabricantes, que excluí navios e distribuidoras de energia elétrica, caíram 14,4% em fevereiro. Houve queda de 36,9% nos pedidos de empresas de serviços de tecnologia da informação. Essa foi a maior queda desde 2006.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.