O que houve com a composição de portfólios?

Fundos multimercados continuaram com a maior participação

A composição média das carteiras em abril vem mantendo a tendência de migração para a renda fixa como apresentado nos meses anteriores.

Os fundos multimercados continuaram com a maior participação, mas tiveram nova queda de 40,85% em março para 40,74% em abril.

O estudo do Big Data Smartbrain revelou que a fatia alocada em ações e fundos de ações, que também vem apresentando quedas, registrou um leve recuo em abril, ocupando 13,15% das carteiras.

A parcela de renda fixa – fundos dessa classe e títulos públicos e privados – considerados ativos de menor risco atingiu 35,29% em abril, com um aumento significativo em relação ao mês de março quando essa participação foi de 33,34%.

O cenário do mercado:

Em abril, o Ibovespa fechou em queda de -10,10%. Já no acumulado do ano a Bolsa ainda se encontra no terreno positivo, com 2,91%.

A taxa Selic chegou aos 12,75%%, tendo assim mais um mês de aumento do juro básico da economia brasileira promovida pelo Comitê de Política Monetária – Copom do Banco Central.

O dólar comercial teve alta de 3,83% em abril, cotado a R$4,942, fechando o mês com uma leve alta, em comparação a março. No ano, a moeda recua 11,85%.

Já o Ifix – Índice de Fundos Imobiliários – fechou o mês em alta de 1,19%. No acumulado de 2022, o Ifix teve alta de 0,29%, a primeira do ano.

O levantamento do Big Data Smartbrain, que é feito por meio dos sistemas da empresa, observa carteiras de investidores dos segmentos do varejo (uma participação de 28.92%), alta renda (42.99%), private (24.79%) e ultra high (3.30%).

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de trader

você pode gostar também

Comentários estão fechados.