Méliuz (CASH3): XP inicia cobertura, recomenda Compra e mira no potencial de mercado

A gestora diz acreditar que a Méliuz seja o melhor veículo para capturar a concorrência agressiva

A XP Investimentos iniciou a cobertura do ativo Méliuz (CASH3) com recomendação de Compra e preço-alvo em R$ 41 por ação.

A gestora diz acreditar que a Méliuz seja o melhor veículo para capturar a concorrência agressiva descrita nos setores financeiro e de e-commerce, duas das principais indústrias locais e que ainda não foram totalmente penetradas e com um grande espaço para crescer.

“Além disso, nossa visão é que está cheia de opcionalidades não consideradas no preço que podem auxiliar seu valuation. No entanto, os investidores também devem estar cientes dos muitos riscos intrínsecos de uma empresa em crescimento, altamente dependente de fatores externos, como parceiros-chave, crescimento do e-commerce, consolidação e tendências do setor”, destacou a corretora.

E acrescrntou: “quanto mais competição, melhor. Como uma ferramenta de atração de clientes, a Méliuz naturalmente se beneficia da concorrência. Dito isso, acreditamos que existem oportunidades tanto no setor financeiro quanto no de e-commerce, pois: i) a redução das barreiras de entrada aumentou significativamente a competição no setor financeiro, cujo faturamento deve chegar a R$ 770 bilhões em 2025; e ii) a chance de consolidação digital e um poder de fogo de R$ 20 bilhões devem aumentar a agressividade dos líderes do e-commerce, um mercado cujo próprio crescimento orgânico deve ter um CAGR de 26% de 2020 a 2025.”

Méliuz (CASH3) apresenta crescimento na base de usuários ativos no 1º tri

Méliuz: opcionalidades

A XP elenca também que a companhia possui algumas opcionalidades que não estão incorporadas ao seu preço, tais como: i) a possibilidade de uma aquisição estratégica; ii) MercadoLivre entrando na rede de seus parceiros; iii) o sucesso de outros produtos de mercado, como cashback de nota-fiscal, cupons, cartões-presente; e iv) Méliuz criando e engajando uma base de clientes grande demais para ser ignorada por um player do mercado.

“No entanto, os riscos devem ser considerados. Hoje em dia, a Méliuz é altamente dependente de seus negócios de cashback e cartão de crédito e de alguns parceiros relevantes. A empresa também apresenta riscos de longo prazo relacionados à concentração do comércio eletrônico e uma possível retaliação de empresas de serviços financeiros”, informou.

Méliuz (CASH3): XP inicia cobertura, recomenda Compra e mira no potencial da empresa

A empresa

A Méliuz é uma empresa brasileira de tecnologia que garante relações de consumo inteligentes e, por meio de Cashback e outros serviços, ajuda seus parceiros a aumentar suas vendas, fidelizar e adquirir novos clientes, por meio da publicidade efetiva de marcas, lojas, produtos e serviços.

O modelo de negócio de marketplace e serviços financeiros da Méliuz é simples: os parceiros pagam uma taxa para anunciar nos seus canais e, a cada compra na plataforma ou com o seu cartão, o usuário recebe de volta parte do valor e pode repassar para uma conta corrente ou poupança, gratuitamente.

Méliuz (CASH3): XP inicia cobertura, recomenda Compra e mira no potencial da empresa

Veja CASH3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais