Localiza marca lucro líquido de R$ 517,4 mi no 1T22

EBITDA consolidado totalizou R$1,138 bilhão

A Localiza anunciou, nesta segunda-feira e depois do fechamento do mercado, os resultados do primeiro trimestre de 2022 (1T22).

A companhia alcançou lucro líquido R$517,4 milhões. As receitas líquidas do aluguel de carros e de frotas avançaram em comparação ao 1T21. na divisão de Aluguel de Carros, houve uma expansão de 35,6%, superando R$1,3 bilhão, enquanto, em Gestão de Frotas, o aumento foi de 22,8%, atingindo R$345 milhões.

O EBITDA consolidado totalizou R$1,138,9 bilhão, valor 41,3% maior se comparado ao mesmo período de 2021. Na divisão de Aluguel de Carros, a margem EBITDA foi de 57,1%, um crescimento de 14,2 p.p em relação ao 1T21. A divisão de Gestão de Frotas apresentou margem de 64%. A companhia fecha o primeiro trimestre de 2022 com 622 agências e uma frota de 293.322 carros, crescimento de 6,9% em relação ao 1T21.

“Apresentamos avanços importantes nos resultados do 1T21. Neste ano, ainda de desafios macroeconômicos e na cadeia global de suprimentos, voltaremos nossa energia para quatro grandes iniciativas: crescimento, gestão de custos e de produtividade, processo de integração e novas oportunidades de crescimento. Acreditamos que, desta maneira, continuaremos encantando os nossos clientes, nossa maior prioridade, e gerando retornos sólidos que permitirão avançarmos, ainda mais, na construção do futuro da mobilidade sustentável”, pontua o CFO da Localiza, Rodrigo Tavares.

O EBIT cresceu 34,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, alcançando R$952 milhões. O ROIC anualizado do trimestre totalizou 18,6% e o spread em relação ao custo da dívida, após impostos, foi de 11 pontos percentuais, resultado da visão de longo prazo e disciplina da companhia na alocação de capital, além da busca contínua por geração de valor.

Avanços em mobilidade sustentável

Com o objetivo de entregar as melhores soluções de mobilidade sustentável, a companhia avança nas iniciativas voltadas para a redução dos impactos dos Gases de Efeito Estufa (GEE). Outro destaque é o avanço no projeto de geração de energia solar nas filiais. No 1T22, a companhia superou a marca de 1.000.000 kWh de geração de energia limpa, o que corresponde a um aumento de 38% se comparado com o mesmo período do ano anterior.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.