INCC-M sobe 1,16% em julho

Índice acumula alta de 8,44% no ano e 11,66%

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) subiu 1,16% em julho, percentual abaixo do apurado no mês anterior, quando o índice registrou taxa de 2,81%. Os dados são da FGV/IBRE e foram apresentados hoje.

Com este resultado, o índice acumula alta de 8,44% no ano e 11,66% em 12 meses. Em julho de 2021, o índice subira 1,24% no mês e acumulava alta de 17,35% em 12 meses. A taxa do índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços passou de 1,40% em junho para 0,60% em julho. O índice referente à Mão de Obra variou 1,76% em julho, após subir 4,37%, em junho.

Materiais, Equipamentos e Serviços

No grupo Materiais, Equipamentos e Serviços, a taxa correspondente a Materiais e Equipamentos variou 0,62% em julho, após subir 1,58% no mês anterior. Três dos quatro subgrupos componentes apresentaram decréscimo em suas taxas de variação, destacando-se materiais para estrutura, cuja taxa passou de 2,62% para 0,63%.

A variação relativa a Serviços passou de 0,50% em junho para 0,49% em julho. Neste grupo, vale destacar o recuo da taxa do item refeição pronta no local de trabalho, que passou de 0,46% para 0,29%.

Mão de obra

A taxa de variação referente ao índice da Mão de Obra variou 1,76% em julho, após subir 4,37%, em junho.

Capitais

Seis capitais apresentaram decréscimo em suas taxas de variação: Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Em contrapartida, apenas Porto Alegre apresentou acréscimo em sua taxa de variação.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.