Havan oferta CRI e arrecada R$550 milhões

Operação seguiu o cronograma original e teve quase duas vezes a oferta inicial

A Havan concluiu a oferta de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). O valor arrecado foi de  quase R$ 550 milhões.

Apesar da volatilidade atual e do mercado muito desafiador com guerra, crise de Covid na China e instabilidade de juros nos Estados Unidos, a oferta foi muito bem recebida pelos investidores, tendo uma base bem diversificada. A operação seguiu o cronograma original e teve quase duas vezes a oferta inicial, ou seja, quase R$ 1 bilhão de demanda.

Os CRI terão um prazo de 5 anos de pagamento, um período longo para uma empresa que nunca realizou este tipo de operação. A remuneração CDI+1,5% saiu abaixo da taxa inicialmente apresentada aos investidores, um feito conquistado pela grande demanda de interessados nos CRI. Os coordenadores da oferta foram o BTG Pactual, Itaú BBA, Safra e XP.

O CEO da Havan, Edson Diegoli, avalia que a experiência da primeira oferta pública da empresa no mercado foi muito positiva. “A empresa não estava precisando de recursos, mas viu essa oferta como uma oportunidade de estrear no mercado de capitais. Esse resultado demonstra a credibilidade da Havan perante o mercado”, comenta.

Sobre a Companhia

Neste primeiro quadrimestre (janeiro a abril) de 2022, a empresa já cresceu 32%. O sucesso da operação é uma resposta à maturidade e a confiança na empresa que neste ano completa 36 anos de história e neste sábado (07/05) inaugura a sua megaloja de número 171ª, em Primavera do Leste (MT). Atualmente, a Havan conta com 22 mil colaboradores e filiais em 21 estados brasileiros.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.