FECHAMENTO: Todas atenções para Bancos Centrais

Ibovespa ficou em queda de 0,10% aos 106.528 pontos

Todos as atenções estavam voltadas para os bancos centrais, ou seja, para um jogo de paciência que deve terminar nesta “super quarta”. As apostas eram para as altas nas taxas de juros pelo Comitê de Política Monetária – Copom, Banco Central do Brasil, e pelo Comitê de Mercado Aberto – Fomc, do Federal Reserve.

Embora com as duas instituições sinalizando as mudanças nas políticas monetárias para conter as pressões inflacionárias, os mercados ainda precificavam altas moderadas nas duas taxas. O Fed, por exemplo, também já deu pistas de que vai começar a reduzir o programa quantitativo, ou seja, pulverizar o balanço de quase US$ 9 trilhões.

Hoje, a surpresa de uma alta de juros bem diferente do que previam os analistas partiu do Banco Reserve da Austrália -RBA. Além disso, a instituição reduziu as estimativas de crescimento econômico para este ano (Ver em Ásia).

A decisão do RBA poderá ser a mesma do Banco Central da Inglaterra – BoE, que encerra reunião na quinta-feira (05/05).

Os índices de Wall Street renovaram as altas. As bolsas europeias também ficaram em campo positivo. As poucas bolsas que operaram na Ásia ficaram sem direção. E, por fim, a bolsa de valores brasileira viu o índice principal escorregando novamente.

O dólar, no mercado à vista, corrigiu a puxada forte da sessão anterior.

Acompanhe os resumos dos mercados acionários globais

Ásia: o Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,06% aos 21.101. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 0,26% aos 2.680.

Europa: o FTSE MIB, bolsa de Milão, ficou em alta de 1,61% aos 24.242. O CAC-40, Paris, em alta de 0,79% aos 6.476. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, subiu 0,72% aos 14.039.

Estados Unidos: o Dow Jones subiu 0,20% aos 33.128. O S&P ficou em alta de 0,48% aos 4.175. O Nasdaq ficou em alta de 0,22% aos 12.563.

Brasil: o Ibovespa ficou em queda de 0,10% aos 106.528 pontos. O índice financeiro ficou estável aos 9.948 pontos.

Moedas: o dólar ficou em queda de 2,15% aos R$4,963 para a venda. O turismo caiu 1,76% aos R$5,170 para a venda.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.