FECHAMENTO: Dia negativo para ações

Ibovespa ficou em queda de 2,81% aos 105.304

Os mais importantes mercados de ações fecharam no negativo. Pesaram nos desempenhos, as taxas de juros definidas por diversos bancos centrais, a instabilidade econômica da China, a guerra na Ucrânia e os índices econômicos de vários países.

Ainda sobre as projeções globais, o que se viu foi o alerta dos analistas para a estagflação, que ocorre quando a economia não cresce e há inflação ao mesmo tempo.

Diante das muitas incertezas, a bolsa de Nova York fechou em forte queda. Os mercados da Europa escorregaram. Na volta da Ásia, os índices ficaram sem direção. A bolsa brasileira acompanhou os pares. As expectativas estavam elevadas para os balanços financeiros das gigantes, como Petrobras (PETR4).

Acompanhe o resumo dos mercados acionários

Ásia: o índice Xangai ficou em alta de 0,68% aos 3.067 e o Shenzhen Composite ficou em alta de 0,68% aos 1.891.

Europa: o FTSE MIB, bolsa de Milão, ficou em queda de 1,40% aos 23.902. O DAX-30, bolsa de Frankfurt, caiu 0,43% aos 13.902.

Estados Unidos: o Dow Jones caiu 3,12% aos 32.997. O S&P ficou em queda de 3,56% aos 4.146. O Nasdaq ficou em queda de 4,04% aos 12.317.

Brasil: o Ibovespa ficou em queda de 2,81% aos 105.304.

Moedas: o dólar ficou em alta de 2,30% aos R$5,016 para a venda. O turismo subiu 1,93% aos R$5,217 para a venda.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.