Dólar cai 0,2% com a Inflação dos EUA

Turismo ficou em queda de 0,49% aos R$4,833 para a venda

O dólar fechou em queda nesta terça-feira. Como previsto, o mercado cambial avaliou a inflação dos Estados Unidos. Mesmo com a alta, o indicador ficou abaixo das estimativas dos analistas. Porém, a taxa é a maior em 40 anos.

Na bolsa de Nova York, o DXY rompeu os 100 pontos.  Os preços dos principais metais também subiram (ver abaixo).

Ao final, no interbancário, o dólar caiu 0,29% aos R$4,677 para a venda. O turismo ficou em queda de 0,49% aos R$4,833 para a venda.

“O câmbio caiu por aqui, no que foi basicamente uma reação da inflação dos Estados Unidos. Com isso, veio o alívio e a queda nas expectativas por um aumento da taxa de juros mais agressiva pelo Federal Reserve. Vale mencionar também que a próxima decisão do banco central americano é em maio, com isso muita coisa pode acontecer até lá. O mercado cambial deverá seguir reagindo e oscilando de acordo com os indicadores de mais alta frequência”, explicou a economista do Banco Ourinvest, Cristiane Quartaroli, para o 1Bilhão.

O euro caiu 0,76% aos R$5,065 para a venda. A libra caiu 0,46% aos R$6,080 para a venda. O peso caiu 0,45% a R$0,042 para a venda.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em alta de 0,37% aos 100,30 pontos.

O euro ficou em queda de 0,49% a US$ 1.0827 e a libra ficou em queda de 0,21% a US$1.3000.

Nesta sessão, a busca por ativos mais seguros fez o valor do ouro disparar. O índice de metais no S&P subiu 2,52%.

O ouro ficou em alta de 1,12% a US$ 1.970,00 a onça.

O Bitcoin ficou em queda de 0,71% a US$39.555,86.

Está pensando como e onde investir? O destaque está aqui

você pode gostar também

Comentários estão fechados.