BlackRock e BTG Pactual com novo fundo

Produto utiliza BDRs de ETFs e é voltado para investidores institucionais

A BlackRock e o BTG Pactual (BPAC11) fecharam parceria para a distribuição do Fundo BlackRock FIA BDR de ETF. O novo produto é direcionado aos investidores institucionais e será distribuído pela área de Third Party Distribution do BTG Pactual – responsável pela distribuição de gestoras locais e internacionais, com exceção dos fundos geridos pela BTG Pactual Asset Management.

De acordo com as empresas, o objetivo do fundo será dar os melhores retornos ajustados ao risco em comparação ao índice MSCI World Net TR para MSCI World, podendo ser utilizada como uma alocação principal para exposição internacional.

Nesta estratégia, os investidores que buscam retornos consistentes ao longo prazo terão acesso às ações globais de mercados desenvolvidos em uma estratégia que combina gestão passiva e ativa investindo em BDRs lastreados em ETFs da marca iShares, listados na B3.

A gestão do novo Fundo BlackRock FIA BDR de ETF conta com a experiência da equipe investimento global de Estratégias e Soluções Multi-Asset (MASS) da BlackRock, que é centrada na construção de portfólios, alocação de ativos e gestão ativa. Atualmente, administra mais de US$ 1 trilhão em ativos globalmente.

“O intuito da BlackRock é promover uma alocação dinâmica, buscando sempre as melhores estratégias para um mercado em constante mudança. Globalmente, os ETFs têm ganhado mais espaço devido aos seus atraentes atributos, como baixo custo e liquidez. Com a plataforma de BDRs de ETF, investir em ETFs internacionais é uma opção para a construção de portfólios diversificados e resilientes, de forma acessível, democrática e simples”, afirma a diretora de Negócios Institucionais da BlackRock, Paula Salamonde.

Phylipe Corsini, head da área de Third Party Distribution do BTG Pactual no Brasil para clientes Institucionais e Corporates, explica que parcerias como esta estão em linha com a estratégia central da área, responsável por selecionar gestoras e estratégias de acordo com a necessidade de cada canal de distribuição.

“Cada vez mais a busca pelo asset allocation se faz necessária quando o assunto é eficiência, redução de custos e transferência de tecnologia. Nesse sentido, oferecer soluções como essa na parceria firmada com a BlackRock nos ajudam a solucionar alguns desafios enfrentados pelos segmentos de clientes Institucionais no Brasil”, conclui Corsini.

BDRs de ETF

De acordo com a nova resolução CMN 4994, os BDRs de ETF integrantes da carteira do Fundo BlackRock FIA BDR de ETF são classificados como renda variável local, permitindo uma diversificação internacional adicional para as EFPCs, além dos 10% do limite no exterior.

Atualmente, 82 ETFs iShares estão disponíveis via BDR de ETF emitidos pelo Banco B3, com mais produtos sendo adicionados regularmente, sendo 74 de renda variável e 8 de renda fixa, destes, 81 voltados para o varejo, incluindo exposições a diferentes setores, países, regiões e estratégias temáticas.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? É só clicar aqui 

Veja também no nosso blog

você pode gostar também

Comentários estão fechados.