POUPANÇA NÃO RENDERÁ NADA COM SUBIDA DA INFLAÇÃO

“Se os preços dos produtos e serviços sobem na mesma proporção que a rentabilidade dos investimentos, significa que o dinheiro investido não rendeu nada”.

A maioria dos brasileiros que buscam por produtos financeiros acabam escolhendo e investindo na poupança, pois este investimento é visto como “seguro” por grande parte da população, mesmo que se encontre com baixíssima rentabilidade. Atualmente a poupança está rendendo por volta de 4,5% anualmente, enquanto a inflação deve ficar próxima de 4,43% e com perspectiva de subida com a melhora da economia.

A inflação é a representação de aumento geral dos preços de produtos e serviços, podendo ser considerada uma grande inimiga para quem poupa e investe o dinheiro pensando no médio e longo prazo. “Colocar o dinheiro na poupança não trará nenhum ganho financeiro. Porém, a poupança é muito importante no processo de educação financeira, pois é o primeiro produto que a maioria das pessoas investe. Além disso, para o “colchão” ou a “reserva de emergência”, que deve equivaler a no mínimo 12 meses do custo de vida de uma pessoa, deixar o dinheiro neste tipo de aplicação, que não possui volatilidade e tem boa liquidez, pode ser uma opção. As pessoas precisam entender que no começo da vida financeira o importante não é em que investir, mas sim, guardar dinheiro”, diz o Educador Financeiro do Canal 1Bilhão, Fabrizio Gueratto.

Além da inflação oficial, medida pelo governo, o investidor deve entender que a sua inflação, ou seja, o quanto seu custo de vida sobe, pode fazer com que o seu dinheiro desvalorize. “Se a inflação oficial está rendendo praticamente o mesmo que a poupança, significa que muito provavelmente o investidor está perdendo dinheiro, pois é necessário levar em conta também a inflação pessoal que quase sempre é bem mais alta. Ou seja, o custo de vida desta pessoa está subindo mais do que o percentual que o investimento está rendendo. A expectativa é que nos próximos meses, o brasileiro que já iniciou algum tipo de investimento procure por produtos mais rentáveis e diversificados”, explica Gueratto.

Se os preços dos produtos e serviços sobem na mesma proporção que a rentabilidade dos investimentos, significa que o dinheiro investido não rendeu nada. “Por exemplo, se o preço do aluguel é um valor igual ao salário da pessoa e essa mesma pessoa recebe um aumento de R$ 100,00 mas a inflação aumenta e o aluguel sobe essa mesma quantia, significa que não se ganhou nada, ou seja, não houve rentabilidade, pois com a inflação aumentando o dinheiro que entra sai com muita facilidade já que os produtos sobem”, finaliza Fabrizio.

Sobre 1Bilhão

O canal 1Bilhão leva educação financeira em uma linguagem simples, resumida e disruptiva, para que o investidor aprenda a acumular riquezas, preservar o poder de compra e aumentar a sua rentabilidade com investimentos com alta expectativa de retorno. Fundado pelo jornalista, escritor e palestrante Fabrizio Gueratto, eleito em 2018 com um dos mil paulistanos mais influentes e que atua a mais de 12 anos no mercado informações financeiras, o canal tem o slogan “investimento não é cassino” e foca em desconstruir na cabeça do brasileiro a ideia de que é preciso acertar sempre o investimento da moda. O planejamento patrimonial de qualquer pessoa, independente da sua classe social deve começar ainda na infância e continuar até o final da vida. Além disso, o conteúdo também revela as pegadinhas que existem dentro do mercado financeiro e como desviar delas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.